Imagens mostram 'Herói' de atentado a trem francês sendo esfaqueado

Spencer Stone teria sido atacado várias vezes e está em condição estável.
Ele ajudou a neutralizar homem que atacou trem em agosto.

heroiImagens divulgadas pela CNN mostram o momento em que o americano Spencer Stone, que foi aclamado como herói ao ajudar a neutralizar um homem durante um ataque a um trem francês em agosto deste ano.

É possível ver nas imagens que um grupo se envolveu na confusão. Segundo a polícia, o incidente não está relacionado a um ato terrorista e que ocorreu durante uma briga de bar. Ele foi esfaquedo várias vezes no tronco. Caso foi divulgado pela imprensa americana na quinta-feira (8).

A CBS News informou na manhã desta quinta-feira que Jones, que pertence à Força Aérea americana, havia sido "repetidamente esfaqueado" na noite de quarta.

Logo depois, a NBC News afirmou que havia confirmado com a Força Aérea que Jones de fato foi atacado várias vezes após uma briga perto de alguns bares em Sacramento, nos EUA.

Segundo a NBC, o incidente ocorreu por volta de meia-noite e Jones está vivo e em condições estáveis no momento.

O departamento de polícia de Sacramento afirmou no Twitter que o incidente não foi um ato terrorista, ocorreu perto de um bar e parece estar relacionado ao consumo de álcool.

A polícia informou no Facebook que foi avisada por um passante que um sujeito tinha sido esfaqueado. A declaração, que não cita o nome da vítima, diz que ela tinha 20 e poucos anos e foi transportada para o hospital. “Acredita-se que ele estava com um grupo de amigos quando foi esfaqueado na parte de cima do corpo após uma briga”, afirma o texto.

'Heróis'

Em 21 de agosto passado, um marroquino de 25 anos, que carregava um fuzil com nove carregadores, pretendia abrir fogo em um trem de alta velocidade que viajava entre Amsterdã e Paris, quando foi desarmado por Stone junto com outros dois americanos e um britânico.

Stone, um militar de 23 anos, recebeu em setembro a medalha do aviador, a maior distinção concedida a um membro da força aérea "por ato de coragem foram de situação de combate".

Além disso, os quatro foram condecorados na França com a Legião de Honra, a maior outorgada pelo país.

O atirador ainda feriu Stone diversas vezes com um estilete. Eles receberam diversas homenagens após o episódio.

Fonte: G1

#Compartilhar