Hillsong lança campanha de oração a favor de mulheres violentadas pelo Estado Islâmico

Teologia do Estupro se consolida no Islã

hillsongUm artigo recente do jornal ‘New York Times’ descreveu os estupros sistemáticos que as mulheres sofrem nas mãos do Estado Islâmico (EI). A prática foi incorporada pelos seus adeptos que defendem ser ensinada no Alcorão.

Os relatos confirmam que os soldados muitas vezes se ajoelharam em oração antes e depois desses atos violentos. Consolida-se assim o que vem sendo chamado de “teologia do estupro”.

A co-pastora sênior da Igreja Hillsong da Austrália, Bobbie Houston, está fazendo um apelo às mulheres cristãs de todo o mundo. Ela pede que se ore todos os dias contra essa “teologia do estupro”, que está atingindo milhares de mulheres e crianças nas regiões dominadas pelo EI.

Em seu blog, a pastora Houston, relata seu horror ao tomar conhecimento do assunto. Ela acredita que “mulheres com compaixão em seus corações, empatia em seu espírito e oração em sua boca podem mudar o mundo”. Escreveu ainda: “Eu acredito que a Bíblia ensina claramente que oração abre caminhos onde há muitas vezes parece não haver nenhuma saída”.

Pede também que a brutalidade do Estado Islâmico não pode mais ser ignorada pela igreja. Ela apelou para os ministérios de mulheres da Hillsong, que ocorrem nas igrejas da denominação na Austrália, Europa, África do Sul e América do Norte.

Seu apelo é que as orações ocorram às 12 horas (meio-dia), para lembrar que meninas de 12 anos já podem ser violentadas, segundo o artigo do New York Times. Bobbie clama ainda que se ore “pelas vítimas e pelos autores do crime”.

Mencionando alguns versículos que falam sobre oração, disse que estes “últimos dias são sombrios”. Encerrou contando que recentemente recebeu um telefonema de um pastor que trabalha com as vítimas. “Elas só querem saber que não estão sozinhas.”

Fonte: Gospel Prime

#Compartilhar