Tempo para Tudo

tempoTudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou.” Eclesiastes 3:1-2

O sábio diz que tudo tem seu tempo determinado e que há tempo para acontecer todo propósito debaixo do céu. Nossa vida possui várias fases e em cada uma delas estão inseridos acontecimentos naturais.

Quando se é criança brinca-se bastante. É tempo em que se recebe muito cuidado dispensado pelos pais e responsáveis. Não é tempo de trabalhar; quando isso ocorre, é tratado como trabalho escravo. Da mesma sorte se à criança não lhe é dispensado a atenção e cuidados devidos, é considerado forte negligência, passível de punição, pois a criança depende totalmente do adulto.

Na adolescência e juventude é o período preparatório para a vida adulta. Consistem na fase de maior dedicação aos estudos, cursos preparatórios. Alterações e transformações do corpo, despertamento da sensualidade; cuja prática é destinada à vida adulta, pois ainda não se tem toda gama de responsabilidade exigida. Quando essa fase é antecipada, observamos adolescentes e jovens atropelando seu crescimento natural, acrescentando-lhes cargas pelas quais não estão preparados e nem tem a maturidade necessária para enfrentá-las.

Como o sábio bem disse: “há tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou”. Este é o tempo mais forte de plantio: estudar com dedicação, formar uma personalidade bem estruturada, firmar bem os valores morais e espirituais. Tempo de escolha da profissão, que atividade profissional deseja seguir, afinidades.

É um tempo de forte plantio para o futuro! Quando na vida adulta quisermos desfrutar de um bom trabalho, de uma excelente remuneração, isso certamente estará atrelado a um muito bom preparo estudantil, a uma dedicação efetuada na fase correta.

A adolescência e a juventude são prejudicadas quando da presença de sexo, drogas, álcool, noites mal dormidas. Corpo e mentes saudáveis são fundamentais para um bom desenvolvimento.

Em cada período da vida temos as duas situações: tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou. É importantíssimo observar duas coisas:

1º - Não querer “arrancar”, isto é, usufruir de algo o qual não é inerente, que não corresponde ao período de vida em que nos encontramos, porque se assim o fizermos, o que deveria ser bênção em nossa vida, torna-se maldição, motivo de tristeza e tormento.

2º - Se quisermos, no tempo certo, “arrancar” coisas boas, tem que também no tempo certo ter havido o plantio, pois, obviamente não dá para colher o que se não plantou.

Plante coisas boas: amor, carinho, respeito, solidariedade, companheirismo, autoestima, autorrespeito, limites, estudo, trabalho, criatividade, comunhão com Deus e com as  pessoas. Certamente, no tempo oportuno destinado à colheita, encontraremos bons frutos.

 Aproveite com sabedoria esse período tão lindo, rico, abundante, único de sua vida!

Por Maria Lucia Lima Francisca - Teóloga -

#Compartilhar