Jesus anda sobre o mar

Jesus andando sobre aguas"E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão. E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só. E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário; Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andan-do por cima do mar. E os discípulos, vendo-o an-dando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma.

E gritaram com medo. Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus. Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste? E, quando subiram para o barco, acalmou o vento. Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus. (Mateus 14:22-33).

Certo dia Jesus, após despedir a multidão, resolve subir ao monte para orar sozinho. Essa é uma necessidade interna também de cada um de nós: separar-nos em algum lugar tranquilo para buscar a face de Deus, aonde possamos entrar em sua presença com intimidade.

Nossa, como carece3mos dessa intimidade, de um local de refúgio para ali rasgarmos o coração ante à Sua presença. Falar com Jesus, expor nossos anseios, medos, conflitos, coisas que a ninguém revelamos. Existem dias que enfrentamos a fragilidade. Como é bom saber que Deus é nosso Rochedo, nossa Torre Forte, Alto Refúgio!

Quando Jesus resolve ir ao encontro dos discípulos, o barco estava longe da terra, açoitado por fortes ventos. Os discípulos estavam atemorizados; ao deslumbrarem um vulto em alto mar ficaram aterrorizados. Nesse instante, o Mestre grita: “Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!”

É assim na jornada da vida. Ventos fortes sopram e nos apavoramos, esquecendo-nos do cuidado de Deus para com nossas vidas. E aí, Jesus tem que dizer-nos novamente tende bom ânimo, sou Eu que estou contigo, não tenha medo.

Levantamos os olhos e iniciamos a caminhar sobre as águas firmados na palavra de Jesus. Quanta alegria! Damos passos com confiança, todavia a vida segue seu rumo e as ondas erguem-se diante de nós e a confiança anterior é abalada.

Desesperados, clamamos pelo Mestre ao sentir a água a nos tragar. Nesse ínterim, antes de olhar dentro de nossos olhos e dizer homem de pequena fé, porque duvidaste, Ele prontamente estende a mão para você e para mim, erguendo-nos e junto conosco, subindo novamente para o barco, acalmando a tempestade.

Jesus é lindo! Eu amo esse Deus que, apesar de todas as minhas fraquezas e mazelas, continua prontamente estendendo sua mão para mim.

Por Maria Lucia Lima Franciso - Teóloga -

#Compartilhar