A Eternidade está no seu coração!

eternidadeTudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até ao fim.”. (Ec.3:11).

Havia um homem chamado Sadú Sundar Sing, sua biografia foi intitulada “O Apóstolo dos Pés Sangrentos” a vida deste homem é extremamente inspiradora.

Sadú também deixou algumas interessantes parábolas. Uma delas dizia que um jovem foi até um mestre, o qual era doutor no assunto de um livro que ele estava lendo, todavia após a explicação o jovem não estava plenamente satisfeito e ainda queria saber mais profundamente sobre o assunto do livro. Certo dia, o jovem encontrou com o autor do livro e este pode lhe explicar com muito mais profundidade o assunto para o jovem inquiridor. O que Sadú queria nos ensinar com isso, que podemos ter bons mestres nos explicando sobre a Bíblia, mas ninguém pode explicar melhor do que o próprio autor, ou seja, devemos ter um encontro com o Espírito Santo aí entenderemos com mais profundidade a palavra de Deus.

É de suma importância conhecer o autor do plano. É importante conhecer a sua semelhança. O Sábio nos ensina que “Deus pôs a eternidade em nossos corações”. Eu te pergunto o que é eternidade? Em uma explicação extremamente singela, seria aquele sentimento em nós que diz: “Fui criado para algo mais excelente do que isto. Isso mesmo! Eu lavo e sujo, eu limpo a casa, ela suja de novo, eu planto e colho, cozinhei ontem, cozinho hoje e amanhã novamente. No entanto, eu não vivo para isso!”

Deus introduziu em nós o entendimento, o discernimento, o conhecimento de que este mundo não é suficiente para nós. Ele nos projetou para sermos curiosos intelectualmente, entretanto, não nos deu a capacidade para compreender plenamente a respeito da vida. Não temos a capacidade de saber como tudo na vida se encaixa. “Não há ninguém que possa descobrir as obras do Criador desde o princípio ao fim”. Pois, se soubéssemos todas as coisas Deus não seria Deus ou seríamos Deus como Ele é. Por isso muita gente diz: “Não sei como isso se encaixa no plano que Deus tem para mim.

Nossa visão é tão limitada e pequena, semelhante ao míope que contempla uma pintura. Ele sabe que é uma obra de arte, mas não tem condições nenhuma de afastar para vê-la em sua totalidade, todavia percebe um pouco aqui outro ali, mas não o todo. Desta forma, é que somos nós. Como um míope apreciador de arte vê a vida. Percebemos umas cores brilhantes e falamos: “Que maravilhoso, que lindo, como Deus é bom conosco, não é irmã(o)?”. Depois contemplamos algumas nuvens sombrias e carregadas, e falamos: “Como isto pode está inserido em uma obra de arte tão maravilhosa?”.

Mas deixe o Espírito de Deus ministrar algo no seu coração: O que vive em intimidade com Deus sabe quem foi o pintor do quadro. Pois, a obra de arte que Deus está produzindo em nossa vida requer tanto cores sombrias, escuras, quanto cores vivas e brilhantes. Devemos nos alegrar com o dom da vida, é um presente de Deus para nós. O tempo de chorar e o tempo rir vêm do Senhor. Podemos e temos que confiar no Pintor. Conhecemos e temos intimidade com o autor e é só chamá-lo que Ele está à disposição de nos explicar a essência da Sua obra.

Por Lindomar J. S. - Teólogo -

#Compartilhar