Tempo de Nascer e Tempo de Morrer!

tempo“Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;”. (Ec.3:2).

Esse é o início de uma lista que provavelmente deve ter dado um efeito enlouquecedor no adversário secular do Sábio Salomão. Ao mesmo tempo em que existe uma regularidade em tudo que ele expõe nessa lista, há também algumas implicações inquietantes. Veja bem, se tudo faz parte do plano supremo do Criador e tem seu tempo, assim sendo, não somos tão livres como pensamos que somos.

Alguém maior do que nós certamente sua posição é de controle, o qual tem ditado as regras. Entretanto, tenho assim, uma chance de escolha mínima acerca das circunstâncias que me fazem nascer e morrer, plantar e colher.

Seguindo esse raciocínio percebemos que esta lista significa que nada do que fazemos é de fato permanente. Daí brota uma questão intrigante: “Se vamos morrer, por que nascermos? Se vamos arrancar o que plantou por que semear?”. Contudo, o nascido de novo sabe muito bem quem de fato está no controle e ele sente confortável e consolado nessa regularidade, todavia o que desconhece ao Senhor acha essa regularidade pavorosa e assoladora.

Aquele que é sábio discerne os tempos e às épocas, mas o obstinado de coração não administra seu tempo e não o sabe como remi-lo. Muitos nascem e morrem, tendo seus entendimentos embrutecidos não conseguindo discernir o propósito de Deus na sua vida em sintonia com o passar do tempo.

Deus é soberano amada(o), Ele está no controle, quem dá a Ele a honra e é fiel aos seus mandamentos, estes podem estar seguros no poderoso amor d’Ele. Essa é a brutal diferença entre aquele que discerne e entende o tempo de Deus na sua vida. Aí se cumpre a palavra que faz separação “entre o ímpio e ao justo que serve ao Senhor de fato”. Ele sabe que o plano de Deus inclui nascer e morrer e todos os dois estão completamente fora do nosso controle pessoal. E teremos a oportunidade de seguir essa lista e ver o quão temos a aprender com ela e acerca do plano de Deus e o Seu tempo em nossas vidas.

Por Lindomar J.S. -Teólogo-

#Compartilhar