“Os Sentidos”

os-sentidos“Todas as coisas são canseiras, tais que ninguém as pode exprimir; os olhos não se fartam de ver, nem se enchem os ouvidos de ouvir”. (Ec.1:8)

O admirável sábio continua sua pesquisa incansavelmente examinando dois dos mais significantes sentidos, a visão e a audição. O que é mais interessante é que Salomão tenta nos mostrar que esses dois sentidos estão fartos de canseira que ele não consegue descrever.

Isso indica então que os nossos olhos por mais coisas que vemos nunca estarão satisfeitos. O ouvido jamais consegue ouvir tudo que deseja. Entretanto, apesar da importância de cada um deles para o ímpio e o incrédulo não importa quão boa seja uma coisa ela nunca é suficiente. Para eles a vida não passa de uma série situações, experiências e momentos desapontadores.

Aquele que não nasceu de novo em Cristo Jesus nunca estará plenamente satisfeito. Acerca de tudo o que ele tem, sente, vê e ouve jamais é o suficiente. No seu coração corrupto sempre haverá o desejo latente de possuir mais. Porque será que é assim? Certo teólogo disse que “o vazio que há no coração do homem é exatamente do tamanho de Deus”. O indivíduo poderá até tentar preencher esse vazio com tudo que esse mundo tem a oferecer, com tudo que a sua audição e visão possam perceber, no entanto, quantidade nenhuma de sucesso poderá jamais preenchê-lo ou satisfazê-lo completamente.

Porém, o que serve ao Senhor busca a cada dia satisfazer e preencher suas necessidades na palavra de Deus (Sl.37:4). Deus tem prazer em trazer satisfação e significado às nossas vidas. Por mais que procuremos diligentemente jamais encontraremos essas coisas em nenhum outro lugar. Ele é a fonte de todas as coisas n’Ele tudo subsisti.

Por Lindomar J.S. - Teólogo - 

#Compartilhar