O Caminho da Felicidade

TEXTO: LUCAS: 6-23

Estrada-felizO caminho da felicidade para muitos que vivem nessa terra, está aqui mesmo, não em uma esperança eterna.Quando Jesus falou no monte as bem – aventuranças. Ele simplesmente estava dando a direção do caminho para verdadeira felicidade.

1- A humildade que troca os bens mundanos pela herança incorruptível de Cristo.

Não ter preocupações com os bens adquiridos desse mundo e sim, depositar toda sua expectativa no que Deus tem reservado para nós no Céu; é simplesmente viver para servir a Cristo sem esperar nada em troca nessa terra. Mas lógico que tudo que nós plantamos, colheremos, tanto para o nosso bem como para o nosso mal.

2- A fome que valoriza o pão do Céu bem mais do que o alimento físico.

E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede. ( Jo-6 :35)

O próprio Jesus disse: Que nem só de pão viverá o homem. (Lc.4:4). Ele queria dizer que temos que temos viver em completa dependência de Deus. Porque sem a Sua benção a fartura material de não tem valor algum. O caminho da felicidade é essa dependência do Pai, é crê que Ele não falha e nos sustentará, assim sendo, não precisamos estar ansiosos por nada.

3- O arrependimento que lamenta o pecado ao ponto de abandoná-lo.

Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade. (2 Tm.2:19)

Somos selados pelo Espírito Santo e quando verdadeiramente tomamos posse dessa verdade, o pecado se torna abominável para nós, assim como o é para Ele. Esse é o caminho, o plano para a felicidade, tanto na terra como no Céu. Desta forma, nos apartamos de tudo que é injustiça e que nos faz pecar. Uma vida santa é uma vida em plena felicidade.

Conclusão:

Todo sacrifício pela causa de Cristo terá seu galardão, Folgai nesse dia, exultai; porque eis que é grande o vosso galardão no céu, pois assim faziam os seus pais aos profetas. (Lucas 6: 23).

Mesmo que enfrentemos lutas, adversidades, aflições, perseguições nesta vida, temos a certeza que algo maior está preparado para nós. Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. (Rm.8:18).

Mas não apenas vivemos de promessas relacionadas a eternidade, e sim temos também promessas para uma vida abundante aqui na nossa caminhada com Cristo. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. (Jo.10:10).

Por Pra. Neidemar F. de Souza Prates

#Compartilhar