Aprendendo com os pontos negativos de Abraão

abraaoIdeia Central do Texto: Em vez de benção um causador de problemas

Texto: Gênesis cap. 12.10 – cap.13.4.

Introdução

“Tudo quanto outrora foi escrito, foi escrito para o nosso ensino, a fim de que, pela perseverança e pela consolação que dão as Escrituras, tenhamos esperança” (Rm 15.4).

Por isso ao estudarmos o quadro da narrativa histórica de Abraão, temos muito a aprender com este grande herói da Fé.

Como se diz o ditado é “caindo que se levanta”, e “errando que se aprende a acertar”, somos desafiados a aprendermos não só com as vitórias de Abraão em seus sucessos e superações, mas também somos desafiados e convidados pela graça de Deus, a aprendermos com seus erros, diante dos seus pontos fracos e negativos.

Portanto eu os convido juntamente comigo a estarmos prontos a atendermos a Palavra de Deus e o seu ensino, lembrando que “não adianta a chorar pelo derramado”.

I. O quadro que Abraão se encontrava antes dos problemas:

Abraão foi um homem que teve o encontro com Deus, ouviu a Palavra diretamente de Deus e recebeu uma promessa de “que através dele muitas famílias seriam abençoadas”. Ou seja, este homem teve uma missão, pois além de ser um abençoado, ele teria de ser uma benção na vida de outras pessoas. Aprendemos em Gálatas cap. 3 que através de Jesus Cristo somos abençoados com o crente Abraão, “pois os quês são da Fé são filhos de Abraão”.

Portanto nós como filhos de Abraão, ou seja, participantes da promessa de Abraão, que recebemos a herança de Cristo Jesus o descendente, ou seja, a descendência por quem recebemos todas as bênçãos não devemos ser somente abençoados, mas também abençoadores.

Diz o verso 10 do cap. 12; “sobreveio uma grande fome naquela região”, eu aprendo com isso que sempre teremos conflitos diante das promessas de Deus, nós que queremos andar com Deus enfrentaremos problemas, situações difíceis uma verdadeira peleja,ou seja, só porque estamos buscando a Deus e obedecemos a sua vontade isto não quer dizer que seremos isentos dos problemas e aflições.

Mas também aprendo que os sofrimentos e pelejas que enfrentamos são uma forma de Deus nos treinar e nos provar o nosso coração. Lideres são forjados na dificuldade. Abraão foi um grande líder, mas viveu uma grande prova. Assim ao estarmos diante das provas da nossa Fé em nossa vida tenhamos um sentimento de alegria, pois estaremos sendo treinados por meio desta, pois ali no meio destas provas seremos forjados por Deus. Lembrando-nos da palavra de Deus que “não seremos provados além das nossas forças, pois junto com a provação Deus nos da o socorro”.

II. O quadro que Abraão se encontrou diante dos seus problemas:

Diz o verso 13 do cap. 12; que Abraão “diz a Sarai sua mulher que diante dos egípcios ela deveria dizer a eles que Abraão era sua irmã e não sua esposa”. Eu aprendo que diante das suas dificuldades Abraão não foi fiel e duvidou da promessa de Deus sobre a promessa da posteridade, e ao vacilar o seu coração fraquejou e deixou que o endurecimento do coração deixasse a incredulidade adentrar se a sua vida. Esqueceu da promessa divina e veio a pecar contra Deus. Realmente devemos aprender a segurar a benção, temos que aprender a recebermos a benção e não deixarmos a escapar de nossas vidas.

Diz o verso 17 do cap. 12; que Deus “feriu com grandes pragas o faraó e sua casa, por causa de Sarai mulher de Abraão”. Aprendo com isso que Abraão um homem chamado para ser uma benção veio a se tornar um problema para esta nação. Abraão em vez de benção um

causador de problemas. Quantas vezes nós somos como Abraão neste quadro de sua vida? Em vez de benção na igreja no meio do povo Deus, somos causadores de problema? E na nossa família? No nosso trabalho? E no nosso meio social em geral? Aprendemos também que o efeito do pecado em nossas vidas não é só individual, mas também coletivo. Afeta não só as nossas vidas, mas sim também a vida dos que nos rodeiam.

III. O quadro de Abraão superando as suas crises:

O que eu mais aprendo de Abraão é sua identidade de Filho! Ao reconhecer o seu erro ele busca apressadamente resolver o seu problemas buscando assim superar as suas crises. Ele Abraão buscou a lembrança de Deus e voltou a Betel onde ele levantou um altar e adorou a Deus. A caminha do Neguebe do Egito ate Betel foi longa, isso nos ensina que o caminho do arrependimento mesmo que seja longo e difícil e correto a se fazer. Aprendemos com Abraão a voltarmos a nossa vida a Deus mesmo quando estivermos diante dos nossos erros e crises, pois assim estaremos encontrando a porta que se abrirá diante de nossas crises, assim estaremos superando os nossos problemas.

Conclusão:

Que nós venhamos a aprender com os fatos desta narrativa de Abraão. Que venhamos sim abençoarmos aos outros e não sermos causadores de problemas.

Por Márcio Gonçalves

#Compartilhar