Guardar a Fé

cruzHavendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,
Hebreus 1:1

A fé é a substancia das coisas esperadas, a prova das coisas invisíveis. Uma fé madura ela jamais duvida. Ela é a construtora do aparentemente impossível. Deus é, a fé é. Agora o homem tem o privilegio de usar, desenvolver e desfrutar os frutos da fé.

Não podemos confundir confiança com fé.

Por exemplo, depois de um mês de trabalho espero receber um cheque com meu pagamento, o que seria isso, fé ou confiança? Isso é confiança pois todo mês recebemos nosso salario, isso é baseado na experiência humana.

Outro exemplo seria assentarmos em uma cadeira sem testa-la. Isso é confiança, pois já aprendemos pelas experiências humanas, e através dos 5 sentidos que as cadeiras foram feitas para suportar o peso das pessoas.

Então o guardar a fé, vem mediante ao desenvolvimento:

  • A fé não pode ser forçada, mas mediante o exercício da fé, somos capazes de dar luz a outras pessoas. Exemplo simples de fé: (pó de café).

1-Tem que haver em nós a mesma mente de Jesus Cristo.

Acredito haver fé para cada necessidade, até mesmo aquela que remove montanhas, que modifica o destino às nações, e que traz coisas a existência.

Por que isso? Porque a fé nos leva a perceber o amor, e é a única faculdade na qual podemos agarrar em Deus. (Isaias 27.5).

Vamos ver algumas proposições de João Burnyn:

  1. A fé põe credito na palavra de Deus, mas a incredulidade põe em duvida a certeza da mesma.(Hb 11.3) (Jonas e o grande peixe)
  2. A fé torna leve as maiores cargas, a incredulidade torna as cargas leves em intoleravelmente pesadas.
  3. A fé nos aproxima de Deus, mesmo quando estamos afastados Dele, mas a incredulidade nos afasta de Deus mesmo quando estamos próximos Dele.
  4. A fé torna os caminhos de Deus agradáveis e admiráveis, a incredulidade, contudo torna-os pesados e enfadonhos.
  5. A fé nos outorga paz e consolo na alma, a incredulidade provoca angustia e agitação.

“Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé” (II Timóteo 4.7)

Aqui a verdadeira vida cristã é pintada como uma luta, uma competição atlética. Aqui fala que o combate é BOM. O proposito é bom. A palavras de Paulo podem ser entendidas como: Não me arrependo, não lamento, pois agora posso me gloriar nas realizações do meu combate.

Paulo chama de bom àquilo que talvez você e eu detestássemos, e por cima de tudo debaixo de perseguição, zombaria, oposição e muitas outras coisas mais.

A VIDA CRISTÃ É UM COFLITO CONTRA O MAL, EM NÓS MESMOS E AO NOSSO DERREDOR.
A carreira não esta ganha enquanto não cruzarmos a linha de chegada. Paulo escreve isso prestes a morrer ,e porque a gente pensa em desistir?

Entre as mais penetrantes parábolas de Jesus Ele salienta o fracasso daqueles que começaram bem, mas não foram capazes de prosseguir até o fim.(Mateus 25-Dez virgens)
...Completei a carreira. Pulo falara de seu ministério e missão. Só podemos completar a carreira é claro com a ajuda do Espírito Santo. Precisamos clamar pela ajuda do Espirito Santo.

Quem acha que é fácil permanecer hoje nesta corrida? É NEGAR TODO DIA OS PRAZERES DO MUNDO.

...Guardei a fé. Fidelidade para com seu Senhor. Em outras palavras:

  1. Eu confiei na mensagem de Deus
  2. Eu defendi a fé
  3. Eu propaguei o evangelho
  4. Eu ensinei as verdades da palavra

Por Pr. Marcone Prates

#Compartilhar